3 de agosto de 2010

De quando percebi que fiquei adulta

Acho que cresci. Cheguei a essa conclusão numa tarde nublada de sábado, balançando em uma rede, bem longe de casa, estava assistindo televisão quando apareceu uma história produzida por crianças, era sobre uma menina que visitava sua avó todos os dias e lhe levava doces, daí pensei, essa eu conheço! Mas a ação continuava da seguinte forma, construíram um muro enorme e alto separando essa menina do seu intento, visitar sua avó, e o impasse estava em como atravessar esse muro e levar os doces para a sua vovozinha, então apareceu um homem velho que lhe deu um lápis, e lhe disse: - Tudo que você desenhar aparecerá. Aí então, matei a charada: - É claro! Uma escada, você sobe desse lado, quando chegar lá em cima desce por ela, pois a menina pensou, riscou e pintou no muro um pássaro, subiu no pássaro e levantou vôo, e voou, pode voar por cima do muro, pode voar até a casa da sua vó, ela pode voar e voou.

5 comentários:

Nicolau Ponte Preta disse...

Olá td bom estou divulgando este documentário se puder assistir, vale a pena, obrigado.

http://nosolhosdaesperanca.blogspot.com/

Resenha:
Jânio é um rapaz de vinte anos que foi preso na orla da praia da Cidade de Praia Grande confundido de fazer parte de um grupo de jovens que promoveram um arrastão. Mesmo sem provas ficou preso durante 11 meses. Leide e Francisco a mãe e o pai de Jânio precisaram lutar para provar a inocência do filho, enfrentando a principal dificuldade que esbarra num problema social ainda não resolvido no Brasil.

"Ser pobre é ser culpado até que se prove ao contrário?"

Maria disse...

A gente faz o que quer, quando a gente realmente quer. Acho que é isso...

=*

Los Tres disse...

Olá, seu blog é fantastico, nós tambem estudamos psicologia e gostaria que adicionasse nosso blog em sua lista, dá uma olhada lá e por favor critique.

www.lostresiano.blogspot.com

Raquel: disse...

É maravilhoso essa descoberta que estamos mudando e as ferramentas deste processo, adorei seu texto, cheio de sentimento genuíno...
Um abraço1

j.qualquercoisa disse...

Texto Lindo, Liz...
Amo-te.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...