24 de julho de 2013

Psicologia e Políticas Públicas


    As políticas públicas surgem como necessidades em respostas a problemas sociais, configuram-se como um conjunto de normas que orientam práticas e respaldam os direitos, tendo como base os princípios da igualdade e equidade.

     De acordo com Frey (2000) observa-se três aspectos:
  • ·         Seu conteúdo 
  • ·         A ocorrência do processo político que pauta sua formulação 
  • ·         Em que sistema e estrutura política são elaborados
Como essas necessidades são identificadas?

    Através de métodos de pesquisa, ou na base da experiência empírica ou mesmo com base na interpretação que partidos políticos fazem sobre  a realidade da população e revindicações.

   A elaboração de uma política pública segue as seguintes etapas: identificação dos problemas; inclusão na agenda política; deliberação da estratégias, onde se discutem as ações e seus custos; desenvolvimento da intervenção; implantação de políticas, avaliação continuada e paralelamente a essas ações o processo de regulamentação e controle.

Controle Social

   O controle social é um direito conquistado na CF (88) refere-se à  participação do cidadão na gestão pública, na fiscalização, no monitoramento e no controle das ações da administração pública no acompanhamento das políticas, esse controle pode ser feito individualmente, ou por um grupo de pessoas, neste âmbito envolve os conselhos e conferências.

 Os conselhos são espaços públicos de composição plural e paritária entre Estado e sociedade civil, de natureza deliberativa e consultiva, eles ,na maioria das vezes, devem ser compostos por um número par de conselheiros sendo que, para cada conselheiro representante do Estado, haverá um representante da sociedade civil, porém há exceções a regra  ,os conselhos de saúde, por exemplo, são compostos por 25% de representantes de entidades governamentais, 25% de representantes de entidades não governamentais e 50% de usuários dos serviços de saúde do SUS. 

Referências:
 
TRAJANO, A. G.N; RAMALHO, L. P.O controle social nas ações do conselho municipal de assistência social de Gurinhém- PB disponível em:Aqui

SILAVEIRA, A. F. Caderno de psicologia e políticas públicas, Curitiba :

Gráfica e Editora Unificado, 2007.

http://www.portaldatransparencia.gov.br/controleSocial/ConselhosMunicipaiseControleSocial.asp

 

14 de julho de 2013

Estudar é preciso!


Concurso para Psicólogo TRTS

Esses são os concursos previstos na área de psicologia (lembrando que pode ter vaga para psicólogo ou não) neste período 2013/2014, com certeza haverá outros, mas vou focar nesses, e a partir desse estudo ir me arriscando em outros que aparecerão pelo caminho.

PROVAS 2013 

TRT – 18ª REGIÃO (GOIAS) – Acompanhar pois o Edital já saiu (FCC) 
TRT – 2ª REGIÃO (SÃO PAULO) – Validade  18/02/2013 
TRT – 5ª REGIÃO (BAHIA)  -Validade 13/03/2013  
TRT – 12ª REGIÃO (SANTA CATARINA) –Acompanhar pois o Edital saiu (FCC)
TRT – 16ª REGIÃO (MARANHÃO) – Validade 27/07/2013 
TRT – 17ª REGIÃO (ESPIRITO SANTO) –  Validade 06/10/2013  
TRT – 15ª REGIÃO (campinas)– Validade  07/10/2013   
TRT – 7ª REGIÃO (CEARÁ) –Validade 20/11/2013 
TRT- 8° REGIÃO  - Acompanhar o edital já saiu (CESPE/UNB)(Vou estudar por esse edital)

além desses:

MPU
INSS
Institutos Federais( já é esperado o do Piauí)  

Curso de Psicologia Organizacional

PROVAS 2014 

TRT – 3ª REGIÃO (MINAS GERAIS) - Validade 14/04/2014 
TRT – 21ª REGIÃO (RIO GRANDE DO NORTE) – Validade  23/12/2014

PROVAS 2015

TRT – 22ª REGIÃO (PIAUÍ)  – Validade 02/03/2015   
TRT – 24ª REGIÃO (MATO GROSSO DO SUL)– Validade  27/05/2015   
TRT – 23ª REGIÃO (MATO GROSSO) – Validade 02/08/2015   
TRT – 14ª REGIÃO (ACRE/RONDÔNIA) – Validade 23/08/2015   
TRT – 19ª REGIÃO (ALAGOAS) – Validade  31/08/2015  
TRT – 4ª REGIÃO (RIO GRANDE DO SUL) –  Validade 23/11/2015  
TRT – 20ª REGIÃO (SERGIPE) –  Validade  05/12/2015 
 

Estudar é preciso!

Referência:

http://forum.concursos.correioweb.com.br/viewtopic.php?t=180741&start=0

13 de julho de 2013

Psicologia o ano dos concursos

 
            Voltei! E bem a tempo, pois esse ano de 2013 e 2014 é o ano dos grande concursos, hoje já tenho 3 anos de formada, me sinto mais psicóloga, acumulei duas boas vitórias em concursos de prefeitura e agradeço muito, além da graduação, a esse blog, porém percebo que como profissional estudo muito menos do que na graduação, não deveria ser o contrário?
           Quando esse espaço surgiu era para me ajudar a estudar na universidade, cada post tem sua importãncia e sua hitória, sei que muitos que chegam aqui são alunos de graduação que se identificam com esses assuntos, mas agora esse blog ressurge com outras metas: passar num grande concurso, para isso pretendo estudar aos poucos ler e entender realmente cada assunto para isso imagino pelo menos 10 meses de estudo sério.

       Será que conseguirei me motivar dia após dia ,vencendo o cansaço do trabalho, da pós-graduação e dos problemas?
       Isso só saberemos nos próximos posts.





11 de julho de 2013

Psicólogos e Assistentes Sociais nas escolas .


PL que prevê inserção de profissionais da Psicologia e Serviço Social nas redes públicas de educação básica é aprovado por unanimidade 

psicologia-na-educacao-1 (2)O projeto de Lei 3688/2000, que prevê a inserção de profissionais da Psicologia e do Serviço Social na rede pública de educação básica, foi aprovado por unanimidade na manhã desta quarta-feira (10) pela Comissão de Educação (CE) da Câmara dos Deputados.
Na semana passada, houve um impasse durante a votação na CE por conta do empate de dez votos a favor e dez contra o projeto. Nesta quarta, foi realizada nova votação, após a relatora ter refeito o relatório, que não alterou a essência do PL.
“É uma vitória porque a Comissão de Educação reconhece a contribuição que a Psicologia e o Serviço Social têm dado e podem dar ainda com mais intensidade para a garantia do direito à educação de crianças e adolescentes brasileiros”, comemora o presidente do Conselho Federal de Psicologia, Humberto Verona.
De acordo com o conselheiro do CFP, Celso Tondin, a participação da (o) psicóloga (o) será regulamentada em uma perspectiva institucional que contemple a atuação nas políticas públicas de educação, sob uma ótica participativa, envolvendo estudantes, professores, famílias e comunidade, superando a noção das práticas clínicas que culpabilizam os indivíduos. Tondin destacou ainda a fundamental participação e contribuição da relatora do PL, Deputada Keiko Ota, no processo.
O projeto segue agora para a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) e depois para o plenário da Casa.

Curso de Psicologia Escolar
http://www.portaleducacao.com.br/psicologia/cursos/1372/curso-de-psicologia-escolar/afiliado/5356

Mobilização
Diversos profissionais  e estudantes estiveram presentes em todas as sessões e audiências públicas que discutiram o PL na CE e também participaram enviando grande quantidade de manifestos aos Deputados.
A mobilização contou com a intensa atuação conjunta do CFP, do Conselho Federal de Serviço Social (CFESS), da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) e da Associação Brasileira de Ensino de Psicologia (ABEP).


 Fonte: http://site.cfp.org.br/vitoria-para-a-psicologia/

Atualizado em 10/07/2013 - 20:15

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...