19 de novembro de 2010

Gestão de riscos e de desastres: Contribuições da psicologia Unidade I - parte I

Resumo do material do curso Gestão de riscos e de desastres: Contribuições da psicologia realizado pela CEPED/UFSC

Segundo o relatório anual de estatísticas de desastres (OPS/OMS) em 2009 foram registrados 355 ocorrências de desastres naturais em todo mundo, causando a morte de 10.655 pesoas, afetando outros 119 milhões; além disso 80% das vítimas dos desastres naturais localizam-se na ásia e 40 % dos desastres ocorreram nesse continente.

O termo desastre natural é questionável pois um desastre só ocorre com uma ação humana , pois esta ação produz as vulnerabilidades que nos expõe aos desastre, por exemplo o terremoto do Haiti(2010) custou a vida de 200 mil pessoas sendo que a magnitude da destruição provocada foi proporcional a vulnerabilidade social da população.

Atuação do psicólogo em relação ao sofrimento provocado pelos desastres.


Segundo o manual de proteção da saúde mental em situação de desastre e emergência(OPS/OMS, 2002), os profissionais podem atuar em diferentes momentos de um desastre.

Prevenção:

• Mapeamento das áreas de risco
• Capacitação comunitária
• Projetos educativos
• Projetos para a minimização de vulnerabilidades sociais

Curso de Logoterapia

Preparação:

• Auxiliando as comunidades a estabelecer e estruturar planos de contigência

Durante o desastre e na recuperação pós - desastre

• Na gestão e administração dos efeitos dos desastres
• No atendimento as pessoas afetadas
• Administração de abrigos provisórios
• Administração dos planos de reconstrução votados as necessidades da população.

No 1° Seminário Nacional de psicologia das Emergências e dos desastres: contribuições para a construção de comunidades mais seguras. Brasília. Junho.2006. Observou-se que o psicólogo pode atuar no:

• Desenvolvimento de planos de curto, médio e longo prazo para minimizar riscos, reduzir condições de vulnerabilidade, e nos preparar para a resposta, considerando cada situação e cada comunidade.
• Preparo da comunidade para a situação de desastre a partir de um olhar ampliado
• Auxiliar o fortalecimento das relações comunitárias, favorecendo que se agreguem as competências e capacidades das comunidades para solucionar as crises locais, por meio de redes formais e informais.
• Desenvolvimento de ações orientadas a promoção de uma cultua de redução de riscos e desastres.

Referência:

Gestão de Riscos e de Desastres: contribuições da Psicologia.curso a distância/centro universitário de estudos e pesquisas sobre desastres. florianópolis:CEPED,2010.

Saiba mais: Atualizado 15/11/2015

O Ebook referente a esse curso está no link abaixo:

http://www.4shared.com/office/hY6Xn4pRce/gestao.html


1ª Teleconferência - Gestão de Riscos e Desastres
Contribuições da Psicologia
http://www.cepedcursos.ufsc.br/grdpsico/mod/resource/view.php?id=30
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...