5 de setembro de 2009

Só o tempo...

Poderei ser suficiente forte como pessoa para ser independe do outro? Serei capaz de respeitar corajosamente meus próprios sentimentos, minhas próprias necessidades, assim como as da outra pessoa? Poderei possuir e, e se for necessário, exprimir meus próprios sentimentos como alguma coisa que propriamente me pertence e que é independente dos sentimentos do outro? Serei bastante forte na minha independência para não ficar deprimido com sua depressão, assustado com seu medo ou envolvido por sua dependência? O meu eu interior será suficientemente forte para sentir que eu não sou nem destruído por sua cólera, nem absorvido por sua necessidade de dependência, nem escravizado por seu amor, mas que existo independente dele com sentimentos e com direitos que me são próprios?


ROGERS, Carl. Tornar-se Pessoa. Tradução Manuel Jose do Carmo Ferreira e Alvamar Lamparelli. São Paulo: Martins Fontes, 2009

2 comentários:

j.qualquercoisa disse...

É só com o tempo que percebendo que a cada dia tornamos-nos pessoa.

bjs carinhosos.

Liz disse...

torna-se pessoa!!!!!!Blerg!!!!!!!!!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...