5 de março de 2010

Motivação

A motivação consiste no conjunto de forças que mobiliza o indivíduo para atingir um dado objetivo como resposta a um estado de necessidade ou desequilíbrio. Podemos fazer uma distinção entre motivação intrínseca e extrínseca:

A primeira refere-se ao desejo de ser eficiente e de desempenhar um comportamento por si mesmo, as pessoas com motivação intrínsecas encaram o trabalho ou a diversão em busca do prazer, interesse, expressão pessoal ou desafio enquanto a motivação extrínseca é o desejo de ser eficiente e de desempenhar um comportamento procurando recompensas externas ou evitar punições. A motivação extrínseca refere-se a uma valorização que vem do meio externo  pode ser uma palavra do professor, um aplauso, o carinho de alguém querido. É uma força originada pela vontade de conquistar um reconhecimento externo.(MEYERS, 1999)

William Mcdougall (1871) chamava os motivos de instintos, os definindo como forças irracionais e compulsórias, herdadas, que dão forma a tudo que os indivíduos fazem, sentem , percebem e pensam.
Ele publica em 1908 uma lista sobre os tipos de instintos onde incluía: curiosidade, repulsa, agressão, auto – afirmação, fuga, criação de filho, reprodução, fome , sociabilidade, aquisição e construtivismo.

Abraham Maslow (1943) desenvolve uma teoria das necessidades, partindo do princípio que os motivos derivam do próprio indivíduo, sua teoria afirma que as necessidades são hierarquizadas, existem as fisiológicas, de segurança, de amor, de estima e auto realização.

No final da década de 60, Clayton Aldefer redefiniu as cinco necessidades de Maslow e as agrupou em três:
1. Existência: que inclui as necessidades de bem estar fisiológico e de segurança
2. Relacionamento: reúne as necessidades sociais e de estima
3. Crescimento: necessidades de auto-realização desejo de crescimento e desenvolvimento pessoal.

Entrevista Motivacional

Henry Murray (1971) rejeita a idéia de uma hierarquia das necessidades e afirma que as necessidades são dotadas de direção e intensidade, e que múltiplas necessidades motivam simultaneamente o comportamento. Ele propôs mais de 20 necessidades, a de lealdade, realização, afiliação, defesa, ordem, autonomia, apoio, mudança e etc.

David Mcclelland (1953) propôs a existência de três necessidades que motivam o comportamento:

1. A necessidade de realização: Está associada à busca de realizar-se em relação a determinados padrões, a luta pelo sucesso, ao desejo de fazer algo melhor e mais eficiente, a resolver problemas e tarefas complexas.
2. A necessidade de poder: É o desejo de impactar, controlar as pessoas, influenciar comportamentos ou ser responsáveis por eles.
3. A necessidade de afiliação: Relaciona-se ao desejo de ser amado e aceito pelos outros, criar e manter relações amigáveis e calorosas com outras pessoas.



Resumo desse artigo abaixo.
NOVAES, M. V. A importância da motivação para o sucesso das equipes no contexto organizacional . Revista eletronica de psicologia. Ano 1. julho de 2007. Disponível em http://www.pesquisapsicologica.pro.br/pub01/marilia.htm

MYERS, D. Introdução a psicologia geral, 6° edição, LTC, 1999.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...